quinta-feira, 19 de março de 2015

As peças da descarga - I.


Num dia uma peça da descarga ameaçou quebrar. No outro ela quebrou, e tivemos que deixar a caixa aberta e acionar o dispositivo manualmente. Em seguida, alguns dias depois, o dispositivo também quebrou, e eu tive que fazer uma gambiarra com um pedaço de barbante. Depois, no dia seguinte, criei vergonha na cara, e fomos comprar uma peça nova. 
É curioso, esse enredo aconteceu esses dias, entre a semana passada e hoje (quando, enfim, consertei a descarga). Mas ele é repetido - ou, hollywoodianamente falando, é a continuação aproveitadora de um filme de sucesso. Isso havia ocorrido também em 2009, ou 2010, ou no primeiro semestre de 2011, não me lembro ao certo.
Então, no final da tarde de hoje, desliguei o registro da água e fui trocar a peça. Monta daqui, desmonta de lá, limpa o nariz que está escorrendo com a manga da camisa, encaixa uma parte da peça em outra, levanta pra ver se ficou bom, não ficou, desmonta e remonta. 
Esse enredo também não me soou novo, me lembrou de quando eu esquecia de perceber o tempo passando, largado no chão de tacos da casa em que cresci, brincando de lego. Outro dia num filme chamavam lego de 'blocos de montar', e eu achei ridículo.
É incrível como as coisas se repetem. 






Nenhum comentário: