quarta-feira, 7 de maio de 2014

A sua mochila.

Um braço tenta, sem muito sucesso, apoiar uma mochila alaranjada, aparentemente pesada. O outro recebe uma cutucada, de leve - na verdade, um raspão mais áspero e pesado - este está esticado e a mão na ponta dele segura uma das barras de ferro encapadas com plástico amarelo.
Após o cutucão, o dono dos braços ouve a frase:
-Quer que segure?
-Ninguém vai me segurar. Eu não preciso ser seguro. Estamos no século vinte e um. Esse tipo de coisa já era. Não passará! 
-A sua mochila. Quer que segure?
-Ah, sim. Obrigado.

*baseado em fatos reais.


Nenhum comentário: