quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Naquele dia de festa.


Breve relato de José Gomes Neto - XIV:


"Lembro que você chegou cedo. Foi a primeira a chegar, e não tinha nem nome na lista. Pudera, nem precisava. Chegou sem alarmes, mas ao me ver, se alarmou. Na verdade, ambos nos alarmamos. Era dia de festa. Eramos a festa. E tudo era festejo colorido pipocando de todo canto. Tudo era motivo de riso e liberdade total para as movimentações labiais como mecanismos de comunicação da felicidade festiva. E talvez aquele seja um dos dias que eu mais goste de lembrar na minha vida recente. Sobretudo, de quando você chegou, naquele dia de festa".

José Gomes Neto,
4 de Outubro de 2011,
Era dia de Festa.


Nenhum comentário: