quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Entre o jeans e a sarja, o frio.


Breve relato de José Gomes Neto - XIII:



"Naquela época eu estava muito ruim. Bem mal mesmo. Quase intocável. E intocante. Coincidência ou não, calhou de ser bem na época mais fria do ano. Não bastava estar com as pernas já trêmulas pela vida, tinha que ter aquelas rajadas de vento congelante pra tornar as ruas em tubos-corredores de equipamento de ar condicionado. Descobri a diferença entre a calça de sarja e a calça jeans, aliás, naquela noite. A sarja protege menos do frio. Lembrei disso por que lembrei que hoje fez um ano que eu subi sozinho aquela rua escura no fim da madrugada, me chateando muito com o frio externo-interno. Acho que a prova maior das minhas maledicências temporais de então é ter, naquela noite, resistido a toda e qualquer vontade de tocar-te. Havia vontade? Havia. Havia capacidade? Não, não havia. Só a frieza tosca de um corpo podre fingindo interesse maior na varanda do que em você, por pura impossibilidade de dar qualquer passo para o lado. Não chega a doer (como o frio dos desafortunados que habitam esquinas), mas chateia (como o frio que entrava pelos poros da calça de sarja).".

José Gomes Neto,
28 de Julho de 2007,
Estava frio.



Nenhum comentário: