domingo, 30 de dezembro de 2012

Final do Ano.

Na verdade,
Eu nem sei onde eu tô,
Não agora,
(Momento de digitação),
Mas sim agora,
(Momento teu de leitura).

Não posso dizer onde estou,
Para você que lê,
Pois,
Para eu que escrevo,
Ainda é onde estarei.

Agora (na escrita),
Estou aqui,
Agora, na leitura,
Não sei dizer,
Nem onde,
Nem como.

Estou escrevendo,
Na verdade,
Pelo gosto de brincar,
Com as palavras,
Pelo gosto de pensar,
Que exista quem as leia.

(Mesmo que numa postagem furreca e xexelenta dessas de final de ano, contraditoriamente, sem desejar boa virada ou boas entradas nem nada de positivo ou engrandecedor).


Nenhum comentário: