sexta-feira, 29 de junho de 2012

Como sempre...

Partindo.
Há uma música do Dance of Days, que não é uma das minhas favoritas, mas foi uma das primeiras que conheci da banda, lá pelos idos de 2004, e, por ter sido uma das primeiras, tem aquele ar de "especial" para mim. Trata-se de "Buck Rogers e o eterno retorno". Rogers é personagem de ficção, daquelas coisas espaciais que envolviam/previam um futuro fantasticamente engenhoso, digitalizado e tudo o mais para a humanidade. A partir disso, o Nene escreveu esta bela música.
Na música "Buck Rogers" há um trecho que sempre me tocou:

"Sinto que já vi esse lugar,sinto que já estive aquinão faz tempoe caminhamos tanto tanto em vão".

E por que estou dizendo isso? 
Pois - e já resmunguei tantas vezes aqui sobre isso - os constantes "vai e volta", de São Paulo pra Cá, e Daqui pra São Paulo, são extenuantes. Cansativos mesmo. E sempre que estou num lugar e preciso ir pra outro dá aquela preguiça, aquele suspiro, aquela vontade de ficar mais um pouco e não ir. Seja estando lá, seja estando cá.
Realmente, há retornos que soam como "sinto que já estive aqui não faz tempo", e ai vai, e pega carona ou vai pra rodoviária, arruma mala, esvazia mochila...
Às vezes me sinto como "Gabriel Coiso e a eterna ralação de peito".
E ai, mais uma vez, vamos lá, arrumar malas e entrar em "férias", que tem tudo para não serem aquele período de descanso puramente, mas sim de ser uma continuidade do que não fiz neste semestre, e que faz-se necessário para encerrar o próximo, e começar o seguinte ao próximo etc, etc, etc.



Como sempre: partindo.
Como sempre: ralando o peito.



Nenhum comentário: