domingo, 15 de janeiro de 2012

Uma aula de Marketing.

Sexta feira, no show do Camelo, vivi uma grande experiência artística, realmente bela e saborosa, que me causou arrepios, suspiros, sorrisos e projetos de lágrimas. Foi bonito, poxa!
Logo na terceira música do show apenas em "voz e violão" - 'casa pré-fabricada' - toda a trilha sonora de um período específico (e saborosíssimo) desta vida, pousaram-me à tona.
Depois foram outras tantas músicas do Camelito que entraram em minha vida sobre a forma Hermânica: "samba a dois", "dois barcos", "pois é", dentre outras.
O prazer ao ouvi-las naquela situação, fez com que fosse impossível não sentir vontade de ir ao show dos Los Hermanos. Aquele que afirmei que não iria; aquele que criei uma imagem "de protesto" e veiculei pelas internets; aquele cujos ingressos começam a ser vendidos já já.

Há alguns minutos do início da venda dos ingressos, o que era uma certeza iminente - não dar R$70,00 para algo que julgo não valer R$70,00 - balanço estritamente nesta certeza.
Pois o show do Camelo, e toda sua relação com a presença Hermanística em minha vida, teve o efeito do mais genial dos Marketings (o que não diminui o valor artístico daquela noite).

Nenhum comentário: