sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

13/01/2012.


Algumas coisas comuns e corriqueiras me irritam, mais do que eu deveria permitir. Por exemplo, a dedicação e reverência que as pessoas fazem às ficções criadas em cima de outra grande ficção, o calendário.
Já resmunguei sobre o natal, o ano novo, o dia de finados etc. Já maldisse, em diversas oportunidades - e maldizerei tantas vezes quanto julgar necessário - o carnaval; questiono - e sei que sempre questionarei - a páscoa; e, hoje, irritou-me esse papinho que tomou as redes sociais, jornais escritos, telejornais, papos pelas ruas etc, de "sexta feira treze".
Com certeza deve haver alguma explicação astrológica, astronômica, candomblézística, católica, judaico-cristã-ocidental para algum temor à data, mas pelo teor do que vi/li/ouvi citando esse termo que soa deliciosamente bem (fale em voz alta: sexta feira treze), não encontrei nada que justificasse o medo ao dia.
As pessoas apenas reproduzem esses papos, desde crianças nos dizem "sexta feira isso", "sexta feira aquilo", e saímos reproduzindo, sem questionar, sem pensar, sem procurar entender por que eternizou-se o gato preto como sinal de azar/coisa ruim, e não o gato branco. É difícil fazer alguma correlação entre essas cores?

Penso em uma tarde em que sai de casa no horário programado, passei por breve lentidão no trajeto, é verdade; encontrei-me com amigas saudosas, desloquei-me até um auditório, vivi uma daquelas experiências musicais e artísticas fantásticas (algo próximo da descrita ontem); tive o prazer ainda de passar momentos agradáveis na companhia revitalizadora de um cachorro quente, um refrigerante e batatas fritas; e chegar em casa e poder desfrutar de todo o sabor de uma grande cerveja gelada.

Evitar gato preto, não passar embaixo de escada, simpatia anti mal olhado, sal grosso e alho.

Nenhum dia, nenhuma noite, nenhuma vida precisam disso, quando se vive um show como o da noite de hoje: Marcelo Camelo - voz e violão.

Um comentário:

Kin disse...

Eu tenho um gato preto! E só o evito quando ele vem querendo dengo em plena madrugada, bem no meio do meu décimo sono!!!