domingo, 3 de julho de 2011

Coisas boas x Coisas ruins.

Tem coisas que são ruins, que julgo ruins, verdadeiros lixos, criações humanas que não tinham necessidade alguma de terem sido criadas. Uma das coisas que estaria no topo desta lista, para mim, é o seguinte video clipe: http://www.youtube.com/watch?v=5WxPyUzWSPA
Parte do "programa piloto" do seriado norte amerigringo "Glee", fora usado pela Fox aqui no Brasil como peça de divulgação da série, no final de 2008 e começo de 2009.
Por que este video clipe está no topo da minha lista de criações desnecessárias? Pois sintetiza 3 grandes lixos: a música "don't stop, believin", da grotesca banda "steel panther", um lixo de uma banda de Glam Rock, daqueles que se preocupam mais em usar calça de oncinha do que tocar; um seriado norte americano que visa vender o famigerado "american way of life", no caso desta série, focando-se nos supostos "excluídos"; e, sumariamente, a soma de dois produtos medíocres frutos do imperialismo yanke. Tá bom ou quer mais?
Agora, vamos à ironia da coisa toda.
Quando assisto a este clipe, me emociono, por vezes, isto é, dependendo do dia, chega até a me dar vontade de chorar; noutras até chego a deixar escorrer uma lagriminha. E fico inconformado: como que algo tão ruim pode me remeter à coisas boas e emocionantes?
Foco-me em pensar quando conheci este clipe, e vejo que, realmente, não tenho motivos para me emocionar positivamente com o momento passado, quando eu me encontrava à ferro e fogo com uma das coisas que mais odeio na vida: o seu ritmo inescapável e letal.
Porra, eu vivia as férias mais não férias de minha vida [articulando com o texto abaixo, escrito a poucas horas], e passei esse tempo na casa dos meus pais. Os dias se resumiam em acordar as 3 da tarde, fazer nada na internet, passar a madrugada alternando entre desenhar, ouvir snow patrol e assistir simpsons na Fox, tendo que aturar esse video clipe a cada 8 minutos: como que isso me emociona positivamente?
Como que uma coisa tão ruim, em um momento tão ruim, repleto de lembranças ruins pode me remeter a coisas boas?

Um comentário:

Iris disse...

Essa é óbvia. Você fica feliz porque superou as coisas ruins. Ué.