sexta-feira, 29 de abril de 2011

Breve lembrança.

Hoje nós andamos entre seis e sete quilômetros;
Subimos ladeiras descemos pirambeiras e caminhamos no plano;
Erramos o caminho duas vezes;
Perguntamos o caminho tantas vezes;
Chegamos em um local improvável;
(distante de minhas lembranças até vê-lo em minha frente);
Vendo-o de cima uma lembrança me bateu;
Eu eu eu eu eu eu eu eu;
Chegando nele a memória se ergueu;
Me lembrei do sol daquele Janeiro;
Da promessa serena de passar o verão de calça;
Bem como do Reino que edifiquei;
Me deu certeza de que errei;
Ei ei ei ei ei ei ei ei;
Não me lamentarei;
Apenas registrei.

Aliás eu não conseguiria dormir sem este registro repentino e sem vírgulas.

Nenhum comentário: