segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Bola 10.

...não era nem descida nem subida, já havia descido um tanto e me preparava para subir a ladeira. De um lado do céu estava sol, do outro queimava mais ainda, torrando a calçada, o asfalto e as vacas do outro lado do muro. A ladeira começou. No chão planificado da garagem, contrariando a lógica da rua, três garotos batem bola no portão.
No meio da subida surgiu um corpo. Minha falha cabeça, rapidamente, disse aos meus olhos sobre o que estes registravam em minha caixa operadoradora: "bola dez". Racionalmente corrigi o ato falho cerebral, balbuciando: "não não. Fusca azul".

http://www.myspace.com/bielcoiso

2 comentários:

Anônimo disse...

Saudações, querido!

Confesso que ando meio entristecido(a), deprimido(a),incompreendido(a), abusivo(a), abandonado(a)...Porque você nem me deu o pano pra manga prometido. Não gosta mais de mim e de meus comentários?

"Como vai você? Eu preciso saber da sua vida..." Ahh! Essa foi só pra descontrair. Ah, a gente "se fala tanto" e eu não sei nada de você.
"Fale mais de voce
Seus discos
Seus livros
Seus erros..."

Queria ser seu(sua)...










amigo(a)!
Espero notícias.
Sabe, até parece que você está me dando um gelo gelado na geladeira.
Poderíamos substituir esse gelo por um café qualquer dia.Eu sei você gosta! Café longo? Café curto? Capuccino? ou um até um filosófico, por que não?

"Eu já estava me sentindo até uma raiz sozinha e solitária cercada só de terra. Fazia tanto tempo que eu nao me encontrava...Que bom que você veio!

Fico por aqui!

Varioska, Bruna Melfa disse...

Coiso, te encontrei por aqui...

Beijo. Bruna Melfa.