segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Pensamento musical.

Passei o fim de semana em uma encontro de conjuntos corais, trabalhei filmando o evento. O assisti através do quadradinho da câmera, e quando quis aplaudir algo realmente maravilhoso, não o pude fazer por ter de filmar tal maravilha. Mas depois conversei com o grupo responsável, apenas para dizer o quanto havia o espetáculo deles me maravilhado.
Aplaudi tanta coisa tosca nesta vida e não pude aplaudir aquilo...
Ai lá no meio, tendo de ficar em pé, de lá pra cá, filmando, acabei pensando na música. Afinal, era o que se fazia lá, mas de uma forma que não me é comum pensa-la.
Por vezes não há instrumento, as vozes se mesclam e se confundem como se fosse uma orquestra, ou mesmo um Airon Meiden, com três guitarras conflitando harmoniosamente entre si. Lembrei do Mukeka di Rato, que berra e grita, criando músicas que soam como desespero carnal. Uma outra forma, aquilo não é popular, e nem é fácil de digerir. Por vezesnão faz sentido.
Gostei das coisas que ouvi, ver que corais não são apenas conjuntos de igreja, e sim grupos que cantam músicas cotidianas nossas. Mas devo dizer, eu vou passar un 15 dias ouvindo só punk e hard core, pra compensar as concentradas horas daquele conteúdo clássico.

5 comentários:

Anônimo disse...

Olá!

♪♫ Onde anda você, que procuro e não encontro...♪♫


Devo dizer que fiquei lisongeado(a) com seu post sobre mim.Você tambem falou bastante...
Bom, não querendo desanimá-lo, desapontá-lo,desencorajá-lo e todos os a-los a fora na busca por minha identidade, maaas....você nunca irá descobrir-me pois, sou só mais um(a) na multidão.

Como sempre com a minha trilha musical, ai vai mais uma das minhas:

♫♪Need to ask a question
Calling out my name
Nothing seems to bother
Wish I had a clue

C'mon abuse me more I like it♫♪
(Silverchair - Abuse me[muito]... aaah! Tô brincando, nem era sério mesmo...pegadinha do malandro!)

Resposta errada: "Sr. Marinho, na biblioteca com o castiçal"

Estarei sempre por aqui.
Do "seu" (sua): Anônimo(a)

pedro meinberg disse...

gostei do curto segundo paragrafo.

Iris disse...

é uma graxinha a apresentação deles. tbm me espantou.

marise disse...

Oi Bi, o ser misterioso continua te rondando heim?!

Viu só como é bom diversificar. É bom ser eclético!!!!

Concordo com o Pedro e acrescneto, vc ouve porcaria também, as vezes, vai...

Beijo, com muitas saudades.

dominiquie furtacor disse...

"Aplaudi tanta coisa tosca nesta vida e não pude aplaudir aquilo..."