quinta-feira, 18 de junho de 2009

A insônia me convence que o fim está próximo.

Então acabou o jogo, o corintias ganhou, meu pai foi buscar minha irmã, fiquei conversando com minha mãe, eles chegaram, conversamos mais e me deitei pouco depois da uma da manhã. (Logo que deitei, ouvi duas vozes descendo a rua e gritando chupa porcada, dando vozes às minhas alegrias daquela noite). O relógio marcava 1:12, fiquei pensando um pouco na minha vida, o ácido e grotesco rio de lava mental em que tenho a feito nadar e etc, coisas como, passar dias questionando questões questionáveis de diversas naturezas híbridas (como diz meu pai, 'procurar pelo em ovo'). E lembrei do meu vô (pensei bastante nele ontem, um senhor no ônibus parecia-se com ele, no modo de contar histórias), será que ele questionou-se tanto quanto eu antes de morrer? E todos os que morrem? E os questionamentos e sentimentos e tudo, pra onde vão? E o pecado? E tudo...
Hoje cedo meu cachorro estava molengão, tremia e ficou um tempão deitado em minha perna, pensamentos duramente realísticos [ácidos como a lava acima] já me fizeram sentir-me mal. Ele melhorou [até tentou me morder o desgramado]. Mas ainda estou pensando (...) talvez por estar em São Paulo, como sempre, sem a mínima vontade de passar pelo portão, mas com saudade das coisas belas e grandiosas que cá criei e cultivei e etc.
Enfim, dialogando com o Pedro, pois o que disse combina com o que eu pensava, a curta insônia da noite [dormi antes das 2] fez-me crer que talvez criar coragem e pôr o pé na rua pode ainda ser prazeroso [embora eu não tenha mais a disposição dos quinze aninhos, já tomados como tão distantes]. Que o fim, está próximo, e talvez seja hora de voltar a dar aquele sazon pra esta vida.
E vai corintias!

http://www.myspace.com/bielcoiso

4 comentários:

Iris disse...

e pra onde vai te levar 'o ácido e grotesco rio de lava mental'?

John disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
pedro disse...

cada dia é um a menos, aliás, terá um somente que ele nem acabará e eu, você e qualquer outra pessoa estarão mortos, não é?

Tilla disse...

pois é, cade aquele pique dos 15 anos meoo?
O Biel não é mais aquele...
Sabe, você não precisa morrer cedo honey! Não mesmo!