quarta-feira, 13 de maio de 2009

Polly

Polly quer um biscoito
Acho que vou arrancar dela primeiro
Acho que ela quer água
Para apagar a chama
Não sou eu?
Tenho que sentar para ela deixar eu cortar
Suas asas sujas
Deixe-me dar uma volta
Corte-se
Eu quero ajuda
Vou me divertir
Tenho um pouco de esperança
Você foi avisada
Eu te prometi
Tenho que ser verdadeiro
Deixe-me dar uma volta
Corte-se
Ela quer ajuda
Vou me divertir
Polly quer um biscoito
Talvez ela queira comer mais
Ela pediu para que a solte
Uma caçada seria legal
Polly disse
Diz que suas costas doem
Ela está tão chateada quanto eu
Ela me pegou desprevenido
Isso me surpreende
O instinto de sobrevivência

Acho que eu poderia colocar aqui qualquer música da Legião ou do Nirvana que fale sobre abuso, estupro, desumanidades e etc. Qualquer canção daquelas que ouço desde os 12 anos, e que, aparentemente até agora, não entendi o real significado.
(Não consigo pensar em nada além do óbvio 'se eu pudesse eu voltaria atrás e faria diferente').

'in bloom': Ele é o cara que gosta, De todas as nossas músicas bonitinhas, E ele gosta de cantarolar junto, E ele gosta de atirar com sua arma, Mas ele não entende o que significa, Não entende o que significa, E eu digo Yeah!

2 comentários:

Anônimo disse...

Nossa, que orgulho ter um post só para mim!
Sinto-me tão lisonjeado(a)!

Desse jeito vou até acabar saindo do anonimato!

Você vai voltar quando??? A Virada cultural será da pá virada sem você!

Melhoras querido!
E...Da-le da-le da-le da-le da-le coringão! E da-le coringão!

Iris disse...

citaria meu professor de física no começo de cada ano letivo citando chico xavier, algo do tipo 'ninguém pode voltar atrás e consertar o passado, mas todo mundo pode começar agora e fazer um novo futuro'. não lembro bem, mas essa é a idéia.


ps: morro de medo de anônimos.