terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Ah

Ando tão cansado, por mais que durma, que sente-me e descanse, o sentimento puro e concentrado é de cansaço. Um cansaço distinto, novo. Mas, devo dizer, um cansaço que me traz certa satisfação; é curioso o que me sufoca nestes dias.
[Além do cansaço pejorativo e incontrolável], trago em mim o cansaço de satisfação que citei acima. Quero pintar, rebisquei uma tábua ontem e tudo, a correria diminui-se a cada dia, mas não sei, tem algo nesta satisfação toda, deste empenho, destas expectativas que me faz baixar a cabeça e coçar a nuca, ali atrás da orelha [ali ainda é nuca?].
Quero ir para casa, encontrar minha mãe, acordar todas as manhas e cruzar meu pai na cozinha, fazer café, não fazer nada, ficar tranquilo; e ai sair, pegar o 917m para me encontrar com alguém e ai; ah, primordial, será dormir por dois dias seguidos.
Concluindo tal misto quente, devo dizer, preciso apenas seguir vivendo; é, talvez seja isto, ou nas palavras de Mallu Magalhães em entrevista no VMB: "é, parece que vai dar certo".

http://www.myspace.com/bielcoiso

3 comentários:

Pedro Meinberg disse...

acho que muitos estão cansados cara, e eu sou mais um também.
até.

Anônimo disse...

Tchubaruba Coiso! =)

Sim, ali atrás da orelha ainda é nuca sim. Pelo menos a minha é ali!

E aqui vão algumas...
Palvras apenas
Palavras pequenas
Palavras...

Se você vier aqui, eu direi tchubaruba
Se você estiver "pra baixo", eu direi tchubaruba
Se você não sabe onde eu estou, eu estarei tchubarubando
Se você não sabe quem você é,
Você pode tchubada, você pode tchubaduba!

Esperos novos posts!
Saudações!

Liquidificador da vida disse...

li, disse ai e dei sabe aquele sorriso que puxa só um canto da boca e pensa "não é mesmo?!?!?"...
quero minha casa...
meus cachorros...
meu sobrinho...
fazer nada perto de pessoas que então se torna fazer tudo.
bjão, boas férias...até o proximo ano!